Tenho fome de quê?

Rui Mira - Hipnoterapeuta

O estado normal e saudável do corpo humano é naturalmente sem excesso de peso. É preciso haver um qualquer desequilíbrio para que se torne uma pessoa com peso a mais. Por vezes este desequilíbrio pode ser fisiológico, mas a grande maioria das vezes é psicológico e ou emocional. Se sente que esse é o seu…

Continuar a ler… →

O Génio da Lâmpada Mágica está dentro de nós.

Isso mesmo, o Génio da Lâmpada está dentro de nós mas normalmente não lhe chamamos Génio, mas sim subconsciente. A nossa realidade, o mundo que temos à nossa volta, a forma como nos sentimos, aquilo que somos, fazemos e pensamos é o resultado dos nossos desejos, daquilo que pedimos ao nosso “Génio”. Acontece que muitas…

Continuar a ler… →

Sabia que passa grande parte do seu tempo num estado de hipnose?

A Hipnose é algo a que as pessoas se referem frequentemente, e normalmente associam a uma ideia pré concebida de um estado alterado de consciência em que a pessoa em transe fica sugestionável a fazer coisas, tais como as que, muitas vezes, se vê em programas de televisão ou em filmes. O que é menos…

Continuar a ler… →

Emagrecimento – Estudos científicos comprovam eficácia da Hipnose Clínica

A hipnose é 30 vezes mais eficaz par a perda de peso Investigados os efeitos da hipnose na perda de peso em 60 mulheres, com pelo menos 20% de peso acima do ideal. O tratamento incluiu hipnose com metáforas para fortalecimento do ego, tomada de decisão, motivação, resposta ideomotora em hipnose individual e hipnose de…

Continuar a ler… →

Deixar de fumar e a psoriase.

Os sintomas de uma doença são, acima de tudo, um alerta e uma forma de restabelecer o equilíbrio. Tratar apenas os sintomas sem procurar uma cura é perigoso, pois não se está a resolver o problema, mas sim a esconde-lo, abafa-lo, reprimi-lo, o que, invariavelmente, traz consequências mais tarde ou mais cedo, ainda que não…

Continuar a ler… →

Hipnose, a semente da cura.

Hipnoterapia Hipnose Clinica

É facil entender que aquilo que somos do ponto de vista físico, é, em última análise, fruto da forma como pensamos. Por outro lado, a forma como pensamos é, sem dúvida, influenciada pela nossa autoimagem e por aquilo que experienciamos, nomeadamente as nossas vivências, as influências e hábitos contribuem, de forma decisiva, para aquilo que…

Continuar a ler… →