Hipnose, a semente da cura.

Hipnoterapia Hipnose Clinica

É facil entender que aquilo que somos do ponto de vista físico, é, em última análise, fruto da forma como pensamos. Por outro lado, a forma como pensamos é, sem dúvida, influenciada pela nossa autoimagem e por aquilo que experienciamos, nomeadamente as nossas vivências, as influências e hábitos contribuem, de forma decisiva, para aquilo que somos, pensamos e acreditamos.

Pode parecer complexo mas, de verdade, é muito simples. Vejamos alguns exemplos:

Uma pessoa, sem saber porquê, começa a fumar, fuma ao longo de vários anos, lentamente a sua saúde vai-se degradando, até que um dia se manifesta uma doença. Essa pessoa vai ao médico e este receita-lhe alguns comprimidos e, claro, aconselha-a a deixa de fumar. Os comprimidos não podem resolver o problema, podem apenas aliviar os sintomas, porque para resolver o problema é necessário deixar de fumar. De verdade, ao fim de vários anos de hábito, talvez seja preciso mais do que apenas largar o vício.

Neste exemplo é importante entender porque é que se começa a fumar e porque é que, apesar de se conhecerem e sentirem os problemas causados pelo hábito, se continua.

O hábito de fumar nasce de um pensamento, de uma voz interior que me diz que serei mais fixe, mais sexy, mais bonito se fumar, logo melhor aceite socialmente, é por isso que fumar é sobretudo um hábito social.

Proibir-se a si próprio de fumar não resulta porque produz enormes quantidades de ansiedade e, normalmente, acaba por ceder e voltar a fumar, nem que seja só mais um… que, como sabemos, conduz a mais outro e por aí em diante. Sei bem do que falo porque fumei durante 15 anos e tentei várias vezes ser mais forte que o hábito.

No meu caso foi a hipnose que plantou a semente da cura. Sem saber bem como nem porque já não tinha vontade de fumar e nenhuma ansiedade ou desejo, mesmo quando via outras pessoas a fazê-lo.

O que aconteceu foi que mudei a forma de pensar, logo as emoções associadas a esses pensamentos e consequentemente o hábito. Mudei a experiência para uma vida livre de fumo, o meu pensamento mudou em relação ao tabaco e um ciclo novo, com novos sonhos começou.

Mas vejamos outro exemplo, uma pessoa tem uma alimentação rica em gorduras e doces, bem como em quantidade excessivas, isso significa inevitavelmente que essa pessoa tem excesso de peso? Não. Todos nós conhecemos pessoas que comem pouco e são mais gordinhas e outros que podem “comer o mundo” que não engordam. Porquê? É muito simples, têm metabolismos diferentes.

Quem é que controla o metabolismo? A mente.

Quem é que controla a mente? 95% do tempo não somos nós, ela é controlada por crenças que desconheces, foi programada por histórias da vida, pela televisão, por pré-conceitos sociais e culturais.

Quais os princípios que sustentam este autocontrole? Crenças e motivações.

Na mente da pessoa que não engorda há uma crença que comer não é igual a ganhar peso. Na mente da que engorda pelo contrário…

Digamos, então, que nestes 2 exemplos e em muitos outros a hipnose é a ferramenta que abre o solo fértil da mente para aí plantar a semente da mudança. A semente da vida com que sempre sonhei, mas nunca alcancei.

Rui Mira

Links relacionados:
Programa para deixar de fumar.
Programa de emagrecimento.

About The Author

ruimira

Se tem solução não é problema. Se não tem solução nunca foi problema. Mais do que uma frase está é uma forma de vida. Quando integramos esta frase na nossa vida reduzimos em muito os níveis de stress, que como sabemos são muitas vezes fonte de doenças que se manifestam de diferentes formas dependendo de pessoa para pessoa. Se tem solução, resolve-se. Se não tem solução, não é um problema mas sim um facto.

Facebook Cometários