Deixar de fumar e a psoriase.

Os sintomas de uma doença são, acima de tudo, um alerta e uma forma de restabelecer o equilíbrio. Tratar apenas os sintomas sem procurar uma cura é perigoso, pois não se está a resolver o problema, mas sim a esconde-lo, abafa-lo, reprimi-lo, o que, invariavelmente, traz consequências mais tarde ou mais cedo, ainda que não saibamos estabelecer a relação causa efeito.

No caso da psoríase, o intestino não cumpre a sua função de impedir a entrada de toxinas na circulação sanguínea, provavelmente por desordens na flora intestinal, entrando, assim, em circulação uma quantidade anormal de toxinas que o fígado e os rins não conseguem processar. Como forma de gerar equilíbrio o corpo usa a pele para se livrar dessas toxinas,  causando, como se sabe, os sintomas visíveis e tão desagradáveis que são característicos da psoríase.

Na origem do problema está uma alimentação rica em produtos processados, muitos doces, possivelmente tabaco e claro stress. Ora se é algo que o  organismos acumula durante vários anos de maus hábitos, é claro que não é razoável esperar que a cura se dê de um dia para o outro.

A verdade é que temos hábitos difíceis de largar, durante muitos anos convencemos-nos que estes nos trazem prazer, logo reforçamos esses mesmos hábitos cada vez que fumamos um cigarro, comemos um doce ou um prato de carne…

Da mesma forma entramos, facilmente, numa vida sedentária e encontramos desculpas todos os dias para não praticar desporto.

A psoríase tem cura. Há imensas pessoas com exemplos de sucesso, mas infelizmente os médicos comuns, da medicina alopatica,  continuam, na maioria dos casos, a dizer que o paciente tem que se conformar e viver com a doença. Aliás, acredito que todas as doenças têm cura, podemos é não ter conhecimento adequado para as tratar.

Um dos fatores desencadeadores de psoríase e de muitas outras doenças é o desequilíbrio alcalino do organismo. O tabaco é uma planta pertencente à família solanaceae, família esta a que pertence também  a batata, o tomate, o pimento, o piripiri e a beringela, só para citar os mais comuns na nossa alimentação.

De fato, uma pessoa com psoríase não deve comer nenhum dos alimentos desta família, pois são na generalidade alimentos acidificantes do sangue. Mas o mais relevante é sem dúvida, o tabaco, além de acidificante contém milhares de elementos tóxicos. O primeiro passo a dar para quem fuma, é deixar de fumar.

As ajudas para deixar de fumar presentes no mercado são várias, mas nenhuma apresenta os resultados da hipnoterapia. De fato, as estatísticas dizem que em 80% dos casos a pessoa é bem sucedida e deixa de fumar sem stress ou ansiedade.

A razão deste sucesso é relativamente simples de entender, uma vez que o hábito está na mente e é lá que temos que atuar. O mais interessante é que não há os efeitos secundários frequentemente presentes nos medicamentos para deixar de fumar nem as angustias de quem tenta sem ajuda.

Resumindo, o fumo é uma enorme fonte de toxinas e além disso é um elemento acidificante do sangue. A cura para a psoríase, e para muitas outras doenças, passa por uma dieta livre de toxinas, alcalina e hábitos de desporto. Mudanças estas que são facilmente alcançáveis atravez da Hipnose Clinica ou Hipnoterapia uma vez que esta trabalha directamente no centro onde tudo é gerido, a mente.

Grato, Rui Mira.

Links relacionados:
Programa para deixar de fumar.

About The Author

ruimira

Se tem solução não é problema. Se não tem solução nunca foi problema. Mais do que uma frase está é uma forma de vida. Quando integramos esta frase na nossa vida reduzimos em muito os níveis de stress, que como sabemos são muitas vezes fonte de doenças que se manifestam de diferentes formas dependendo de pessoa para pessoa. Se tem solução, resolve-se. Se não tem solução, não é um problema mas sim um facto.

Facebook Cometários