Agora não! Estou pré ocupado…

– Estás o quê?

– Pré  ocupado!

– Isso não faz sentido. Como podes estar pré ocupado?

Pode, no futuro, estar para se manifestar um efeito, nascido de uma causa. Isto é, para ser mais preciso, de uma determinada causa podem acontecer vários efeitos. Ora, posso perfeitamente ocupar-me das causas que produzem os efeitos, desta forma estarei a agir em vez de reagir. Estarei a ocupar-me de algo presente, visando um resultado específico no futuro. Estarei a semear para poder colher. Mas digo que é impossível ocupar-me da colheita se ainda não fiz a sementeira. É impossível ocupar-me com um resultado futuro, com uma coisa futura, com um acontecimento futuro que não desejo. Além disso seria pôr a minha atenção, em algo que não quero que aconteça. Não é isso que fazemos com a “preocupação”?

Se desejo que algo não aconteça (preocupação), posso apenas ocupar-me das causas possíveis que podem conduzir a um determinado resultado.  Melhor mesmo é que me ocupe das causas desejáveis que, inevitavelmente, me levem ao que quero!

Estar pré ocupado ou preocupado como dizemos de forma automática, mecânica e inconsciente, sem pensar no significado da palavra, é do ponto de vista cronológico, apenas possível na mente doente que habita o nosso cérebro e que naturalmente traz resultados igualmente doentes.

É uma nuvem que nos impede de ver AGOOOOORA o que estou a fazer, a sentir, a pensar, a ser, e estas são as causas dos efeitos futuros que me pré ocupam.

Logo se queremos resultados diferentes dos que temos tido até AGOOOOORA, proponho que se troque a palavra “preocupado” pela expressão “pré ocupado” criando assim um alerta que me traz de volta ao momento presente e me recorda que veja, sinta e pense nas causas dos meus efeitos futuros. Que ajude a ter mais consciência do que estou a semear para saber o que poderei colher.

Estar preocupado é apenas uma ilusão da mente que nos distrai do essencial. Estar preocupado é falso, não existe, pelo menos que sejamos verdadeiros e digamos: “Agora não! Estou pré ocupado”.

Estar preocupado é uma fonte de ansiedade, que como sabemos destrói a nossa qualidade de vida, impede-nos de reconhecer a perfeição e beleza do momento presente. Por outras palavras impede-nos de viver aqui e agora.

A preocupação é uma fonte de doenças que pode manifestar-se tanto física como psicologicamente. Os mais comuns são os  Transtornos de Ansiedade tais como: Síndrome do pânicoFobiasTranstorno obsessivo-compulsivo (TOC)Transtorno de stress pós-traumáticoTranstorno de ansiedade generalizada.

Aqui e Agora é tudo o que Há! Estar pré ocupado é uma ilusão da mente, que reconheço, por vezes, até pode entreter-nos, mas não nos Realiza em coisa alguma.

“Se tem solução não é problema. Se não tem solução nunca foi um problema” Dalai Lama.

preocupação – (latim praeoccupatio, -onis, ocupação prévia)
s. f.
1. Estado de um espírito ocupado por uma ideia fixa a ponto de não prestar atenção a nada mais.
2. Inquietação.
3. Desassossego.
4. Pressentimento triste.

About The Author

ruimira

Se tem solução não é problema. Se não tem solução nunca foi problema. Mais do que uma frase está é uma forma de vida. Quando integramos esta frase na nossa vida reduzimos em muito os níveis de stress, que como sabemos são muitas vezes fonte de doenças que se manifestam de diferentes formas dependendo de pessoa para pessoa. Se tem solução, resolve-se. Se não tem solução, não é um problema mas sim um facto.

Facebook Cometários