A sabedoria dos 4 elementos

Não quero que estes posts sejam demasiadamente imbuídos de espiritualidade, pois compreendo que para algumas pessoas, essa componente espiritual retirar-lhes-ia o crédito, no entanto, acredito, que para outros seriam, deveras, interessantes. Também não quero que sejam demasiadamente científicos, pois da mesma forma, seriam mais interessante para uns do que para outros. Na realidade, quero que sejam muito práticos e com resultados que se vejam, nesta coisa de tratar algo, ou resulta ou não resulta.

Acho verdadeiramente linda a ideia que tudo no mundo físico e não físico, tal como pensamentos ou emoções, seja composto por quatro elementos: Água, Terra, Ar e Fogo.

Há mais de 2500 anos Sidarta Gautama – O Buda, para mim um grande cientista do seu tempo, através da observação direta de si mesmo chegou à conclusão que tudo era composto por estes 4 elementos. Assim, se comêssemos alimentos que tinham maioritariamente fogo, os nossos pensamentos e atitudes seriam maioritariamente fogo ou terra, ou água, ou ar. Da mesma forma se os nossos pensamentos fossem maioritariamente de um elemento este manifestar-se-ia de alguma forma no nosso corpo.

A verdade é que até na personalidade das pessoas a sabedoria dos 4 elementos se manifesta de forma tão real. Alguns de nós são mais Terra, práticos, Terra à Terra; outros são mais Ar, cabeças no Ar, sempre a pensar em algo; outros mais Água, choram por tudo e por nada e outros mais Fogo, tudo é muito intenso, rápido de paixões fortes e procurando o sentido da vida.

A primeira vez que tive conhecimento desta sabedoria foi com um dos meus mestres, pois acredito que temos vários ao longo da vida, ele chama-se Daniel Sá Nogueira e estar-lhe-ei eternamente grato por tudo o que me ensinou, tem sido verdadeiramente útil na minha vida. A sabedoria dos 4 Elementos é algo que me acompanha todos os dias, diria que ficou gravado na minha alma.

Porque é que falo dos 4 elementos? É simples, observar os sintomas de uma doença e pensar que elemento é predominante, pode ser de grande ajuda.

Por exemplo na psoríase, quer pela cor avermelhada das lesões, quer pela temperatura mais elevada que se sente nessa parte do corpo, é fácil chegar à conclusão que estamos na presença de Fogo. Logo devemos evitar tudo o que seja mais fogo, por exemplo banhos de água quente, comidas picantes, pensamento de raiva ou paixão, stress, angustia, etc…

Por outro lado, devemos procurar alimentos e práticas dos elementos Terra e Água ou Ar, mas sobretudo Água e Terra que são aqueles que são mais eficazes a controlar as chamas.

Alguns exemplos: A maioria dos frutos de verão são Água, não foi por acaso que a natureza os fez amadurecer no verão, onde precisamos tanto de repor líquidos, a melancia por exemplo. O açúcar é energia pura, senão é fogo, é combustível, gasolina para a fogueira. Alguns alimentos que crescem debaixo da terra são Terra, mas atenção à sua família, no caso da batata branca esta é da mesma família do piripiri, ou do tabaco, uma família conhecida por ser inflamatória, proibida para doenças com manifestação de fogo como a psoríase.

Para algumas pessoas esta mudança de hábitos alimentares é fácil, mas se forem gulosos como eu… não é fácil… é aí que entra a hipnose ou a hipnoterapia, ferramenta muito útil para mudar hábitos rapidamente.

A mudança de hábitos alimentares é a base de todo o tratamento. Numa fase inicial é pouco provável que se consiga curar sem mudar aquilo que come. Digo que é pouco provável, porque de verdade tudo é possível quando se controla a mente, mas é difícil ignorar aquilo que os nossos olhos vêm.

Estás pronto para mudar os teus hábitos alimentares?

About The Author

ruimira

Se tem solução não é problema. Se não tem solução nunca foi problema. Mais do que uma frase está é uma forma de vida. Quando integramos esta frase na nossa vida reduzimos em muito os níveis de stress, que como sabemos são muitas vezes fonte de doenças que se manifestam de diferentes formas dependendo de pessoa para pessoa. Se tem solução, resolve-se. Se não tem solução, não é um problema mas sim um facto.

Facebook Cometários